3 Razões porque Lipton mudou a História do Chá

Sir Thomas

A personalidade de Lipton foi herdada do seu fundador Sir Thomas, que vendeu o primeiro chá Lipton no século XVIII. A sua paixão, espírito e imaginação permanecem até aos dias de hoje.

Existem 3 momentos inspiradores do percurso de Lipton que marcaram para sempre a História do chá.


1. Revolução na produção de chá
Quando algo tem muito sucesso, a concorrência procura partilhar o negócio.
Por isso, em 1890, Sir Thomas embarca para o Sri Lanka para comprar as suas primeiras plantações de chá, deixando o falso rasto de que embarcaria para a Austrália.
Neste lugar, Sir Thomas reorganiza os campos e introduz carros para o transporte de folhas, permitindo aumentar a produtividade do processo.

2. Preços mais baixos tornam o chá acessível para todos
O hábito de consumir chá chegou ao Ocidente quando no casamento com o rei D. Carlos II, Catarina de Bragança, fã desta bebida, o serviu na corte. Devido ao seu preço exorbitante, o consumo de chá era exclusivo da classe alta. 
Um século mais tarde, surge Sir Thomas que, depois de comprar as suas próprias plantações no Sri Lanka, retira os intermediários do processo para diminuir o seu preço. 
Mais tarde abriu as suas primeiras lojas em Inglaterra e fez do chá uma bebida acessível a todos.

3. A criação da saqueta de chá
Com o início do embalamento de chá Lipton por peso ao invés da venda em grandes potes avulsos, o produto foi estandardizado. Desta forma o consumidor sabia que podia sempre confiar em Lipton para a chávena de chá perfeita. O primeiro passo estava dado. Mais tarde, Lipton foi a primeira marca do mundo a vender chá em saquetas!

Hoje, estima-se que 100 milhões de pessoas bebam diariamente e em todo o mundo chá Lipton. Temos a sensação que o Sir Thomas Lipton estaria bastante orgulhoso! 
TOP